Professora fala sobre a diferença que a dança fez em sua vida


A jovem professora de educação física Fernanda Aguiar, graduada pela UNOPAR em Campo Mourão, mora na pacata cidade interiorana Engenheiro Beltrão e é uma das mais competentes instrutoras de dança da região noroeste do estado, se apresentando com seu grupo F.A Style Dance em grandes palcos no país e no exterior.
Fernanda ensina jovens e adultos sobre o quão bem faz a dança na vida das pessoas. Com uma volumosa turma de seguidores, a jovem professora corre muito para atender gostos, estilos, performances, projetos em parceria com a Prefeitura Municipal, e ainda se “vira como pode”, oferecendo uma educação de qualidade para a pequena Eduarda Amabile Aguiar de 4 aninhos – sua filha.
Ovacionada pelos alunos que frequentam as aulas semanais de street dance ou dança de rua, ela conta que a dança foi um divisor de águas em sua vida, pois mudou muito o conceito de encarar os fatos e fazer diferença para outros jovens, que como ela enfrentaram e enfrentam diversas barreiras por serem oriundos de cidade pequena e não terem tantas oportunidades no gênero. “O primeiro desafio é lutar contra o preconceito, pessoas intimas não acreditando e achando que o que você faz é bobeira. Sempre foi uma luta para alcançar os objetivos”, explica.
A vida artística da jovem professora iniciou com projeto social realizado pelo município no ano 2000, onde ela dançava balé e danças urbanas até que em 2008 o projeto acabou. Durante todo esse tempo Fernanda fez cursos técnicos, passou por muitas dificuldades e foi descobrindo o seu estilo na arte. Em 2012 por iniciativa própria, começou dar aulas de street dance e danças urbanas e o resultado foi o ápice da descoberta da profissão, que foi coroada com seu diploma em 2017, após 3 anos e meio de graduação na UNOPAR.
Ela conta que passou por momentos difíceis, indo a competições ou frequentando os cursos, dormindo em rodoviárias, escolas, quadras poliesportivas, passou dificuldades diversas, frio e muito medo, mas jamais engavetou seu sonho. “Eu tia medo, mas ao mesmo tempo coragem, eu sabia que se eu desistisse dos meus sonhos, talvez o Grupo que temos hoje jamais existisse e a minha vida seria sem graça. Nessas horas prevaleceu a minha personalidade que não é de desistir e hoje, sei que falta muito ainda para realizar, mas já levei meus “aluninhos e alunões” para muitos palcos e isso é muito gratificante. Contei e conto com a ajuda de pessoas paralelas a minha realidade, frequentei e hoje estou à frente de projetos sociais levando a dança para outros jovens como base de experiência própria, pois é a dança que me salvou de uma vida sem expectativas e por isso, já me dou por satisfeita, os resultados aparecem diariamente”, explica.
O grupo F.A Style Dance já se apresentou inclusive na Argentina, trazendo resultados expressivos para o município. Fernanda é uma professora dedicada, sindicalizada, possui credenciais profissionais na dança e em Engenheiro Beltrão tem um time de aproximadamente 150 pessoas entre crianças, jovens e adultos que a seguem semanalmente nas aulas de street, ou dança de rua. “Eu me sinto uma pessoa privilegiada, eu tinha tudo para não ser nada, estava em um caminho ruim, portanto a dança abriu a minha mente, me oportunizou, me fez mudar e hoje eu danço o tanto quanto as pessoas respiram. Eu não danço para fugir da vida, eu danço para a vida não fugir de mim”, concluiu Fernanda Aguiar.