Econorte é obrigada a reduzir tarifas de pedágio a partir do dia 22 de janeiro



A partir da zero hora desta quarta-feira (22), as tarifas praticadas nas três praças de pedágio da concessionária de rodovia Econorte ficarão mais baratas. A redução é de 25,77% e ocorre por conta de uma decisão do último dia 19 de dezembro assinada pelo desembargador federal Ricardo Teixeira do Valle Pereira, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). O despacho está no bojo de uma ação civil pública movida pelo governo do Paraná na esteira da Operação Integração, derivada da Lava Jato. A Econorte administra desde 1997 o lote 1 do Anel de Integração, na região Norte do Paraná.


Através da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), o governo do Paraná já havia obtido no mês de julho uma liminar para reduzir os valores do pedágio. E a decisão, do juiz federal da 1ª Vara de Jacarezinho, Rogério Cangussu Dantas Cachichi, chegou a ser aplicada nas praças de pedágio. Mas a Econorte recorreu ao TRF4 e, quase um mês depois, conseguiu derrubar a liminar. A partir daí, a PGE entrou com um agravo de instrumento (tipo de recurso), revertendo a decisão.

No site da Econorte, a concessionária explica aos usuários das rodovias que foi notificada da decisão e divulga uma tabela com os novos valores (confira abaixo). Em nota, a Econorte acrescenta que “está tomando todas as medidas legais e judiciais cabíveis para assegurar seus direitos em face da decisão” e que “os serviços da rodovia e atendimento aos usuários seguem sendo prestados, apesar da redução”.

Fonte: Gazeta do Povo.