VT.png

Mercado Livre ultrapassa a Vale e se torna a empresa mais valiosa da América Latina


SÃO PAULO – No início de agosto, a empresa argentina de comércio eletrônico Mercado Livre ultrapassou a mineradora brasileira Vale (VALE3) e se tornou a companhia mais valiosa da América Latina.
Ao fim do último pregão, o Mercado Livre era avaliado em US$ 60,6 bilhões, contra US$ 59,3 bilhões da Vale, segundo dados da consultoria Economatica. Na terceira posição ficou a Petrobras (PETR3; PETR4), com US$ 57,5 bilhões.
Com capital aberto na bolsa americana Nasdaq, a empresa argentina foi uma das grandes vencedoras do segundo trimestre, com suas ações valorizando 101,8% entre abril e junho. Isso a deixa apenas atrás da Tesla, que saltou 106,1%, entre as 100 empresas que fazem parte do índice de tecnologia.
E mesmo no Brasil, onde companhias como Magazine Luiza (MGLU3), B2W (BTOW3) e Via Varejo (VVAR3) têm registrado bons desempenhos por conta do consumo na pandemia, a Mercado Livre também deve ser a grande “vencedora”.
Esta foi a avaliação feita pelo Bradesco BBI no fim de julho, quando elevou sua recomendação para a companhia para o equivalente a compra. “Esperamos que o Mercado Livre tenha um trimestre muito mais forte no Brasil do que o esperado no início da crise do Covid-19, em março”, disseram os analistas.
Segundo eles, a companhia argentina deve adicionar mais crescimento de vendas online (GMV), com cerca de R$ 4 bilhões, se comparado com os pares locais, cuja expectativa é de aumento de R$ 3 bilhões a R$ 3,5 bilhões.