As fortes chuvas do mês de janeiro chegaram a marca dos 400 milímetros em Engenheiro Beltrão, bem acima do normal, e já contabilizam prejuízos a comunidade rural, que sem os acessos à zona urbana, deixam de escoar a produção ou até mesmo irem à cidade.
Essa situação levou o prefeito Adalmir José Garbim Junior (PSL) decretar estado de calamidade pública por conta do excesso de chuvas. Ele aponta que durante o mês de janeiro o volume foi muito acima da média para o período, e causou grandes transtornos na área rural.

"Os principais problemas são com as estradas rurais, que estão praticamente intransitáveis. E como a chuva não tem dado trégua, a prefeitura não consegue nem ao menos fazer um serviço de emergência para amenizar o problema", comentou o Prefeito.