O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou recentemente que decidirá em março se continuará com a ideia de criar o Aliança pelo Brasil ou se escolherá um outro partido já existente. Entre os pretendentes, o chefe do Executivo relatou que tem ‘namorado’ com o Patriotas. Porém, ressaltou que deseja ser autoridade no partido. A declaração ocorreu durante entrevista ao jornalista José Luiz Datena do Correio Braziliense.

"Eu pretendo definir o meu futuro partido em março, mas estou namorando alguns partidos, dentre eles, o Patriota. Agora, eu não posso ir para um partido e não ser autoridade nesse partido. No PSL, eu não era autoridade", criticou. "Eu prefiro partido menor, mas o que acontece? Vou conversar com alguns deputados, uns 30 [PSL], com quem eu tenho contato, que trabalham comigo, para decidir sozinho. Eu vou conversar com eles antes para a gente disputar as eleições", completou.

O presidente também reclamou da burocracia para fundar sigla e observou que o tempo está se esgotando. "É muita burocracia, muito trabalho, certificação de fichas, depois passa pelo TSE também. Então, o tempo está meio exíguo para gente aí, não vou deixar de continuar trabalhando, mas vou ter que decidir. Porque não é por mim, não estou fazendo campanha para 2022, tá certo? Mas o pessoal quer disputar e queria estar num partido onde tivesse simpatia minha. Então essa que é a intenção de a gente fazer isso", avaliou.

O deputado federal Evandro Roman, presidente do Patriota no Paraná falou da importância da possível vinda do Presidente da República à sigla. 

“Com certeza o partido terá maior visibilidade, poderemos inclusive ampliar nosso tempo de televisão, ter mais amostragem da sigla no País e de fato se tornar um Partido com um Presidente da República filiado. Sem dúvidas para o Paraná é de grande valia também, pois com a proximidade que temos hoje com nosso presidente estando sem partido, imaginem ele em nossa sigla. O estado terá um espaço bem mais próximo e com isso o povo paranaense será o grande beneficiado. Sabemos que as negociações estão bastante avançadas e agora vamos aguardar a definição do Presidente para de fato nortearmos os caminhos rumo a 2022”, explicou o deputado.
O presidente Jair Messias Bolsonaro recepciou em seu gabinete no último dia 12, a presidente do Mulher Patriota do Paraná Catia M. Presa junto com o deputado Evandro Roman para um bate-papo sobre o Brasil e sobre a participação da mulher na política. O encontro serviu também para fortalecer e reforçar a adesão de Bolsonaro no Patriota.